NOTÍCIAS


Associados
 

2016-02-24

Lucros do grupo Airbus disparam 15% em 2015


O fabricante europeu de aeronaves Airbus fechou o ano passado com lucros de 2,696 mil milhões de euros, mais 350 milhões de euros (ou 15%) que no ano anterior, num exercício marcado pelo arranque das entregas do novo modelo A350 e o "break even" na produção do A380.

 
Os resultados apresentados esta quarta-feira, 24 de Fevereiro, pela companhia apontam para um aumento de 1,6% das receitas antes de juros e impostos (EBIT) para 4,13 mil milhões de euros, face a 4,07 milhões um ano antes e abaixo dos 4,38 mil milhões de euros previstos pelos analistas sondados pela Bloomberg.
 
As vendas aumentaram 6% para 64,5 mil milhões de euros, num ano em que foram entregues 14 aparelhos do novo modelo A350 e se espera produzir mais 50 em 2016. O ano fechou com encomendas no valor de 1,006 mil milhões de euros, recebendo 1.080 encomendas de aviões incluindo 136 de modelos A330.
 
A empresa confirmou ainda o "outlook" para este ano, não antevendo grandes alterações no mercado e esperando entregar mais de 650 aviões em 2016, com um aumento das encomendas. Devido à procura, o ritmo de produção do modelo A330 aumenta para sete aparelhos por mês.
 
"Cumprimos com o que nos comprometemos e mantivemos o nosso 'outlook' para 2016 e anos seguintes," disse Tom Enders, CEO da Airbus, num comunicado em que considera os "resultados sólidos".
 
Citado pela Reuters, o responsável disse ainda que uma possível saída do Reino Unido da União Europeia não beneficiará o negócio do fabricante no mercado britânico e levaria a empresa a repensar o investimento de longo prazo no mercado onde emprega 16 mil pessoas.
 
A Airbus propõe um aumento dos dividendos a pagamento relativos ao exercício de 2015 de 1,3 euros por título (contra 1,2 euros em 2014) e mantém o programa de recompra de acções.
  
Os títulos da empresa recuam 2,06% para 54,27 euros às 10:50 na bolsa de Paris.