NOTÍCIAS


Associados
 

2017-01-06

Avião da LAM danificado após "contacto com organismo externo"


Um avião das Linhas Aéreas de Moçambique ficou danificado na quinta-feira após um "contacto com um organismo externo" não identificado, na descida para o aeroporto de Tete, centro do país, com 86 pessoas a bordo, informou hoje a transportadora.

O Boeing 737-700, proveniente de Maputo, já tinha a pista do aeroporto de Tete à vista quando "a tripulação ouviu um estrondo, o que alertou para a possibilidade de a aeronave ter tido contacto com um organismo externo que, mesmo assim, não perturbou a realização normal do voo", segundo um comunicado das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) enviado à Lusa.

O portal de notícias de aviação Newsavia publicou imagens do avião, batizado 'Poelela', em que são visíveis estragos na fuselagem no lado direito do nariz do aparelho, e avança a possibilidade de choque com um "drone".

Contactada pela Lusa, a LAM considera porém que essa possibilidade é "uma especulação".

Também o presidente da Autoridade Reguladora de Aviação Civil disse ser prematuro avançar as causas do incidente, ou até confirmar que se tratou de um embate ou outras causas, como a penetração de gelo na fuselagem do avião.

João Abreu afirmou à Lusa que foi nomeada uma comissão para investigar a ocorrência, que será liderada pela Autoridade e integrada pela companhia aérea e pelo operador do aeroporto de Tete.

Apesar do incidente, segundo a transportadora, o voo TM 136 pousou em Tete às 17:15 locais, com 80 passageiros e seis tripulantes a bordo, e "a ocorrência foi confirmada no ato de vistoria rotineira que a tripulação fez à aeronave depois da aterragem".

Devido ao incidente, a LAM teve de realocar outro avião para transportar os passageiros na ligação seguinte, de Tete para Maputo.

Até à finalização da reparação e reintegração da aeronave na operação da LAM, a companhia alerta para a possibilidade de reprogramação de alguns voos.


Fonte:
Lusa / Diário de Notícias