NOTÍCIAS


Associados
 

2017-07-06

CAE conclui que são necessários 225 mil pilotos nos próximos dez anos


A CAE, uma das maiores organizações mundiais de ensino e preparação de pilotos, com outras atividades paralelas nos sector da Aviação, apresentou no mês passado um estudo em que analisa o mercado de procura para pilotos de linha aérea, em que conclui que serão necessários 255.000 novos pilotos nos próximos 10 anos.

 

O trabalho, que foi apresentado durante o ‘Paris Air Show’, fornece ao sector aéreo uma visão chave sobre a necessidade futura de pilotos profissionais em aviação comercial. A visão de 10 anos baseada em peças chave variáveis e tendências está dirigida às necessidades das companhias e entidades que empregam pilotos em todo o globo.

A CAE conclui que há um potencial de emprego para 255.000 novos pilotos de linha aérea para os próximos 10 anos sustentando assim o crescimento da indústria do transporte aéreo comercial e o apoio às reformas. Também relata a necessidade de desenvolver/promover 180.000 primeiros oficiais/co-pilotos nas funções de comandantes de linha aérea, um número maior que em qualquer década anterior. O documento quebra os números por região e fornece uma análise completa das necessidades de formação da indústria de aviação.

“Como a principal organização de formação no mundo, estamos muito orgulhosos de apresentar a nossa primeira perspectiva de sempre de procura para pilotos de linha aérea no mercado, a qual fornecerá às companhias uma visão das próximas necessidades e oportunidades de desenvolvimento para pilotos profissionais”, considera Marc Parent , presidente executivo da CAE.

“É justo dizer que a maioria dos pilotos de hoje têm estado em contacto com a CAE em algum momento da sua carreira, seja numa das nossas academias, seja em centros de formação, como parte de uma missão de voo ou em um de nossos simuladores de voo completo. Como tal, compreendemos profundamente o processo de desenvolvimento do piloto e a nossa experiência de pilotagem e formação de pilotos de companhias aéreas das diversas regiões nos dá uma posição única para entender essas ideias”, observa Marc Parent.

“O sector aéreo precisará de 70 novos pilotos classificados por dia nos próximos 10 anos para dar resposta à procura global”, disse Nick Leontidis, presidente do departamento de Formação para a Aviação Civil da CAE. “Esta busca recorde desafiará os atuais canais de recrutamento de pilotos e programas de desenvolvimento. Novos e inovadores caminhos de carreira de piloto e sistemas de treinamento serão necessários para atender às necessidades piloto da indústria e padrões de segurança, competência e eficiência em constante evolução. Estamos muito orgulhosos de compartilhar este primeiro relatório abrangente com a indústria e continuar a moldar o futuro no treino de pilotos com os nossos parceiros e colegas de aviação”, acrescenta o responsável pela formação de pilotos da CAE.


Fonte:
Newsavia