NOTÍCIAS


Associados
 

2019-04-19

Avião ou helicóptero? Chegou o primeiro híbrido da aviação civil


O AW609 é um híbrido avião-helicóptero, com capacidade para nove passageiros e dois tripulantes. Está equipado com motores propulsores turbo-hélice nas extremidades de cada asa e cada motor gira para cima ou para baixo, dependendo se a aeronave está a pairar, pousar, descolar ou a cruzar os céus. Por estar equipado com rotores de inclinação não necessita de um aeroporto para operar, o que o torna num aparelho indicado para operações de busca e salvamento, ou para emergências médicas.

A gigante italiana da indústria aeronáutica Leonardo informou que um protótipo deste híbrido irá começar a ser produzido esta semana e espera realizar o voo inaugural em 2020. Ao contrário da versão militar, o AW609 tem cabine pressurizada, o que permite voar até 25.000 pés (7.620 metros), acima de qualquer intempérie. Por se tratar da primeira aeronave civil com estas características, o aparelho enfrenta agora um delicado processo de certificação.

Apesar do preço pouco convidativo, a Leonardo já recebeu várias encomendas. Os Emirados Árabes Unidos já encomendaram três exemplares equipados para busca e salvamento. Nos Estados Unidos, uma empresa de aluguer de helicópteros irá receber duas aeronaves no próximo ano. No Japão, a Nakanihon Air Service vai estudar o mercado para usar o AW609 em serviços médicos, resposta de emergência a catástrofes e cobertura de notícias.

O modelo também estará disponível como aeronave de passageiros para os que querem evitar as esperas em aeroportos. O antigo mayor de Nova Iorque, Michael Bloomberg, já disse querer um destes trimotores. A Leonardo está a desenhar uma versão maior, com capacidade para 25 passageiros, mas por enquanto ainda não saiu do papel.


Fonte:
TSF