NOTÍCIAS


Associados
 

2015-08-06

Aviação mundial dá sinais de abrandamento


O tráfego aéreo mundial voltou a crescer em Junho, avançando 5,7% face a igual período do ano passado, mas a Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA, na sigla inglesa) fala de um abrandamento face à evolução registada no mês anterior, altura em que a procura cresceu 6,9%. Em causa está, diz a IATA, celebração do Ramadão em Junho, que condicionou a procura no Médio Oriente, mas também a crise da dívida grega e o abrandamento da actividade económica da região da Ásia-Pacífico.

"Junho foi mais um bom mês para a procura no transporte aéreo, ainda que o abrandamento da actividade nos países emergentes da Ásia-Pacífico e o impacto da crise da dívida grega na procura na Europa continua a ser preocupante", alerta Tony Tyler, director geral da IATA, citado em comunicado.

O crescimento de 5,7% da procura compara com um aumento de 6,0% da capacidade disponível (medida em assentos disponíveis por quilómetro voado), o que levou a uma quebra de 0,2 pontos percentuais das taxas de ocupação. O ‘load factor' foi em Maio de 81,1%, escreve a IATA.

Ao contrário do que aconteceu nos últimos anos, a TAP ficou em Junho aquém do crescimento verificado na indústria, tendo transportado durante esse mês um total de 1,05 milhões de passageiros, mais 2% do que em igual período do ano passado.

A IATA representa 260 companhias de aviação, que respondem por cerca de 83% do tráfego mundial.


Fonte:
Económico 06-08-2015