NOTÍCIAS


Associados
 

2011-01-04

Regulador da aviação fica sem presidente


A partir de hoje, o Instituto Nacional da Aviação (INAC) está sem presidente. Luís Almeida, após dois mandatos à frente do regulador nacional da aviação, deixou o INAC, passando a assumir, a partir de hoje, um cargo directivo na ICAO (Organização da Aviação Civil Internacional). Ainda não é público quem irá substituir Luís Almeida (na foto) à frente do INAC. O Negócios tentou contactar o Ministério das Obras Públicas, não obtendo qualquer resposta até ao fecho da edição.
Luís Almeida já acumulava com a presidência do INAC, desde 2007, a presidência da CEAC "Conférence Européenne de l'Aviation Civile". A CEAC é a maior organização europeia de aviação civil, composta actualmente por 42 estados europeus, tendo Portugal sido um dos membros fundadores. A CEAC mantém ligações à Organização de Aviação Civil Internacional (OACI - ICAO) e com o Conselho da Europa. Coopera com as instituições da União Europeia e mantém relações com outras organizações do sector da aviação, realizando, ainda, simpósios e seminários internacionais.
Agora, Luís Almeida foi convidado para assumir a direcção regional da ICAO para a Europa e Atlântico Norte.
O actual conselho directivo do INAC havia terminado o seu mandato no final do ano passado. Da equipa de Luís Almeida fazem ainda parte João Confraria, Maria do Rosário Lourinho e Alfredo Anacleto dos Santos.
Este último mandato de Luís Almeida foi marcado pela criação do novo modelo regulatório da aviação.

Ana Torres Pereira


Fonte:
Jornal de Negócios